Gastrite sintomas tratamento




Nesse artigo é sobre gastrite, sintomas e seus possíveis tratamentos, um problema que afeta milhares de brasileiros e incomoda muito.

Gastrite não é uma única doença, mas significa a inflamação do revestimento do estômago.

A gastrite pode ser causada por ingerir muita bebida alcoólica, uso prolongado de remédios anti-inflamatórios não-esteróides, ou infecção por bactéria como a Helicobacter pylori.

Algumas vezes a gastrite desenvolve-se depois de uma grande cirurgia, lesão traumática, queimadura ou infecção grave. Algumas doenças, como anemia perniciosa, desordens do sistema auto-imune(quando o sistema imune produz anticorpos que agridem o próprio organismo)e refluxo crônico da bile também podem causar gastrite.

SINTOMAS:

A dor da gastrite é circular, começa na região epigástrica, logo abaixo do esterno, osso vertical situado na parte anterior do tórax. Na prática, a queixa é de dor na boca do estômago, que se irradia para outros locais, se surgirem complicações.

A dor da gastrite pode vir acompanhada de azia ou queimação, se houver retorno do suco gástrico por defeito no esfíncter, estrutura muscular que controla a comunicação entre esôfago e estômago. A azia pode piorar quando a pessoa se deita depois de uma refeição mais volumosa ou rica em gorduras.

Perda do apetite, náuseas e vômitos também são sintomas de gastrite, assim como a presença de sangue nas fezes e no vômito.

DIAGNÓSTICO:

• Endoscopia gastrointestinal superior. O médico insere o endoscópio, um tubo fino contendo uma pequena câmera, através da sua boca (ou as vezes do nariz) e o leva até seu estômago para ver o revestimento estomacal. O médico verificará se há inflamação e pode remover uma pequena amostra do tecido para testes. Esse procedimento de remoção de tecido é chamado de biópsia.

• Teste sangüíneo. O médico pode checar a contagem de células vermelhas para ver se você tem anemia, a qual pode ser causada por sangramento no estômago.

• Exame de fezes. Esse teste verifica a presença de sangue nas fezes, um sinal de sangramento.

TRATAMENTO

O tratamento da gastrite tem de levar em conta o que causou a doença. Como existe associação entre Helicobacter pylorii e gastrite, se tratarmos apenas a segunda sem combater o primeiro, a probabilidade de a doença reaparecer aumenta.

No entanto, ela diminuirá bastante, se os dois tratamentos ocorrerem simultaneamente. O uso de ácido acetilsalícilico, antiinflamatórios e álcool deve ser evitado.
A medicação para gastrite pode ser ministrada por via oral e os resultados obtidos são bastante satisfatórios.

RECOMENDAÇÕES:

É importante ressaltar que os alimentos não causam a gastrite, mas alguns devem ser evitados para minimizar os sintomas.

Coma devagar e mastigue bem.

Durante a crise, é importante evitar os laticínios pois eles aumentam a produção do suco gástrico, mas passado a fase crítica, a pessoa pode voltar a ingeri-los mas nunca isoladamente.

Alimentos a serem evitados:

• Alimentos gordurosos e frituras em geral
• Bebidas que contenham cafeína (chá preto, chá mate, café, bebidas à base de cola)
• Chá de hortelã
• Álcool
• Bebidas gaseificadas
• Sucos de frutas ácidas (laranja, abacaxi, limão)
• Carnes processadas (presunto, lombo, salsicha, mortadela, salame....)
• Queijos gordurosos (parmesão, provolone, queijo cremoso.....)
• Temperos industrializados (extrato de tomate, caldo de carne, molho inglês, molho de salada...)
• Doces concentrados (goiabada, marmelada, doce de leite, cocada, pé-de-moleque, geléia, compotas)
• Chocolate

Enquanto não houver a cicatrização da mucosa gástrica, evite também os alimentos ricos em fibras (cereais matinais e grãos por exemplo)

Alimentos permitidos:

• Suco de frutas diluídos
• Chá de camomila, erva doce, melissa
• Mingaus
• Leite e iogurte desnatado ou light (quando não estiver na crise)
• Queijos brancos (quando não estiver na crise)
• Carnes brancas e magras (aves e peixes)
• Ovos cozidos, poché, quentes
• Purê de batata, mandioquinha
• Vegetais cozidos
• Sopas de vegetais e carne


Fonte: Caloriasinteligentes.com.br