Pular para o conteúdo principal

Histórias de sucesso - Pelé

rei pele

Na decisão do Campeonato de juniores de Santos de 1956, o franzino menino negro de 16 anos havia perdido um penâlti. Alguns dias depois, sem se perdoar pela falha, ele encheu sua mala cáqui quadrada com seus pertences com uma decisão: iria desistir de tudo e voltar para Bauru. Quando já havia descido boa parte dos degraus que o levariam do alojamento dos amadores do Santos para a saída da Vila Belmiro, uma voz interrompeu seus pensamentos:" Cadê a autorização para sair? Sem autorização você não sai daqui". O dono da voz era Sabuzinho, um humilde funcionário do Santos, filho da cozinheira do clube.
"Já pensou que besteira eu iria fazer?" disse Pelé algumas décadas mais tarde, já então reverenciado em todo o planeta como o "Deus de todos os estádios".

Comentários